A noite vinha fria
Negras sombras a rondavam
Era meia-noite
E o meu amor tardava

 

A nossa casa, a nossa vida
Foi de novo revirada
À meia-noite
O meu amor não estava

 

Ai, eu não sei aonde ele está
Se à nossa casa voltará
Foi esse o nosso compromisso

 

E acaso nos tocar o azar
O combinado é não esperar
Que o nosso amor é clandestino

 

Com o bebé, escondida,
Quis lá eu saber, esperei
Era meia-noite
E o meu amor tardava

 

E arranhada pelas silvas
Sei lá eu o que desejei:
Não voltar nunca...
Amantes, outra casa...

 

E quando ele por fim chegou
Trazia as flores que apanhou
E um brinquedo pró menino

 

E quando a guarda apontou
Fui eu quem o abraçou
Que o nosso amor é clandestino

 

 

 

publicado por Blogosférica às 16:50 | link do post
pesquisar neste blog
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
15
16
17
18
24
25
26
27
28
29
30
comentários recentes
em portugal nao sei mas sei de um site americano q...
Tu e eu, eu e tu... É assim!
O meu preferido, sem dúvida. :)
Um perda para o mundo do cinema.Das melhores que h...
Ishhhh isso é que era! :D
Olha que sorte. Para a próxima escreve que queres ...
Meu Deus, como eu queria esta sapatilha/sabrina......
Obrigada por me linkar! Eu também sou uma sapatilh...
Obrigada pela visita!
Gostei do vídeo beijos
arquivos
RSS
SAPO Blogs